15.2 C
Caldas da Rainha
Quarta-feira, Maio 22, 2024

Secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços visita Loures

O secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, visitou, esta terça-feira, algumas empresas do concelho de Loures, nomeadamente na zona de Frielas e Santo António dos Cavaleiros, mais afetadas pelo mau tempo das últimas duas semanas.

O objetivo foi “verificar os impactos que houve na área do comércio”, sobretudo, através “de testemunhos reais, a partir das vozes das pessoas” que passaram pelos problemas, referiu na ocasião o membro do Governo.

Para além deste trabalho de “proximidade”, para Nuno Fazenda, a maior preocupação é agora “a celeridade para fazer chegar o mais rapidamente possível os apoios às empresas e às famílias”.

“Aquilo que ficou acertado entre o Governo e os Municípios é o levantamento das ocorrências até ao final do ano. Logo que esse levantamento esteja feito, o Governo poderá mobilizar os instrumentos e os recursos financeiros já em janeiro”, afirmou o secretário de Estado.

O presidente da Câmara Municipal de Loures aproveitou a ocasião para anunciar que amanhã, será apresentado, em Reunião de Câmara, o regulamento para o Fundo de Emergência Municipal, dotado com 1 milhão de euros, como medida de apoio às famílias e às empresas.

“Nesta fase iremos apoiar as empresas com volume de negócios não superior a meio milhão de euros, de modo a podermos ajudar aqueles que mais precisam, que são as micro e pequenas empresas”, referiu Ricardo Leão. “Dentro destas, iremos apoiar as empresas que tenham até 50 mil euros de prejuízos. É preciso que este apoio chegue rápido para que as pessoas possam retomar a sua atividade económica com outro ânimo”.

Relativamente às famílias, o presidente da Câmara reforçou que não irá limitar o apoio à sua situação socioeconómica. “Todos têm direito”, mas explicou que o apoio será atribuído de forma diferente: “Não vamos atribuir dinheiro, mas sim vouchers, já a partir do dia 1 de janeiro. Ou seja, as pessoas irão ter acesso a uma lista com o comércio local aderente e, depois, basta deslocarem-se às lojas que escolherem e comprar os artigos para o recheio da sua casa”.

Ricardo Leão fez questão de notar que “este apoio da Câmara de Loures em nada substitui, muito pelo contrário, um apoio mais estrutural e mais aprofundado que o Governo, através das suas linhas de apoio, vai disponibilizar”.

Para que situações como esta não voltem a acontecer Ricardo Leão, relembrou, ainda, que irá dar continuidade ao projeto de requalificação da Ribeira da Póvoa “que já estava contratualizado e com candidatura aprovada pelo PO-SEUR, no montante de cerca de 6 milhões de euros”, ressalvando, no entanto, que o problema “não pode ser visto unicamente concelho a concelho” e que o trabalho de prevenção “tem de ser visto numa lógica metropolitana”.

A visita contou com as presenças de Sónia Paixão, vice-presidente da Câmara de Loures, Jorge Silva, presidente da Junta de Freguesia de Santo António dos Cavaleiros e Frielas, João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal – CCP, Rodolfo Cardoso, presidente da Associação Empresarial de Comércio e Serviços dos concelhos de Loures e Odivelas, bem como dos vereadores Paula Magalhães e Nelson Batista.

Artigos Relacionados

Redes Socias

5,247FãsCurtir
2,571SeguidoresSeguir
31InscritosInscrever

Últimas Notícias