15.2 C
Caldas da Rainha
Quarta-feira, Maio 22, 2024

Prisão preventiva para sete detidos por crimes com cartões bancários e pagamentos

Sete pessoas ficaram hoje em prisão preventiva, depois de detidas pela Polícia Judiciária, numa operação conjunta com a PSP, suspeitos de “dezenas de crimes” com cartões bancários e meios de pagamento, avaliados em mais de 250 mil euros.

Em comunicado relativo à operação ‘FinalPay’, a Polícia Judiciária (PJ) adianta que, através da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica, em conjunto com “a PSP, Esquadra de Investigação Criminal de Sintra, e em articulação com os Departamentos de Investigação e Ação Penal de Lisboa e Sintra, desencadeou, no dia de hoje, uma operação policial, que culminou na detenção de sete indivíduos”.

Os detidos, que entretanto ficaram em prisão preventiva depois de terem sido apresentados a primeiro interrogatório judicial, são “presumíveis autores de dezenas de crimes de abuso de cartão de garantia ou de cartão, dispositivo ou dados de pagamento, falsidade informática e branqueamento, sendo que três deles são também suspeitos de vários crimes de roubo com violência”, explicou a PJ.

“O valor do dano, até agora apurado, é já superior a 250.000 euros, prevendo-se que aumente com a continuação da investigação”, adiantou a PJ no comunicado, que precisa que a operação envolveu “várias buscas domiciliárias” e resultou na apreensão de “vários objetos relacionados com a prática criminosa e/ou adquiridos de forma ilícita”.

Segundo a PJ, a investigação envolveu a “identificação e centralização de várias queixas-crime que se encontravam dispersas por várias comarcas do país”.

O comunicado acrescenta que a investigação resultou na “identificação de todos os elementos e de toda a atividade do grupo criminoso, quer na componente do uso abusivo de meios de pagamento eletrónicos, quer na parte da prática de vários crimes de roubo”.

Artigos Relacionados

Redes Socias

5,247FãsCurtir
2,571SeguidoresSeguir
31InscritosInscrever

Últimas Notícias