21.3 C
Caldas da Rainha
Quarta-feira, Julho 24, 2024

Centro de Congressos das Caldas da Rainha divulga programação para primeiro trimestre de 2024

Concertos, dentro e fora de portas, teatro, cinema, exposições e residências artísticas marcam a programação do Centro Cultural e de Congressos (CCC) das Caldas da Rainha no primeiro trimestre de 2024.

A agenda a três meses divulgada hoje pelo CCC arranca no dia 01 de janeiro de com o concerto de Ano Novo, pela Banda Comércio e Indústria, sob a direção de Adelino Mota, contando com a soprano Rita Marques e o tenor Filipe de Moura.

No que toca à música, as propostas ‘dento de portas’ passam nos dois primeiros meses do ano pelos concertos de David Fonseca (26 de janeiro), que leva ao palco “Still 25”, uma viagem pela sua carreira de 25 anos, Buba Espinho (03 de fevereiro), Gisela João e Justin Stanton (17 de fevereiro), num espetáculo do festival Montepio Às vezes o Amor.

No dia 16 de março, data em que se assinala nas Caldas da Rainha uma das tentativas de derrube da ditadura, antes do 25 de Abril, a partir do Regimento de Infantaria 5, o CCC apresenta “Liberdade25”, com Sérgio Godinho&Os Assessores.

No que toca à temporada ‘fora de portas’, em janeiro os solistas da Orquestra Metropolitana interpretam Joly Braga Santos, no Museu José Malhoa, e no café concerto terá lugar uma ‘jam Session’ do Hot Club, com o Quarteto de Rita Caravaca.

Em março, o ‘fora de portas’ leva ao Centro de Artes das Caldas da Rainha o concerto “Guerra e Paz”, com a pianista Diana Botelho Vieira, em parceria com o SIPO – Festival Internacional de Piano do Oeste. Também neste mesmo mês, no Café-concerto, atuarão os Walking River Trunk, com Nelson Dias e Zé Costa.

No teatro destaque para as apresentações de “Míseros, montagem de quadros vicentinos”, pelo Teatro da Rainha, “Frida Kahlo – a filha do grande amanhã”, da companhia Trigo Limpo, e “Livrar-me”, uma cocriação de Sandra Barata Belo e Raquel Oliveira.

O teatro fará ainda parte da programação do serviço educativo, que em 2024 propõe espetáculos de marionetas e uma residência artística com alunos do 3.º ano de teatro da Escola Superior de Arte e Design (ESAD-CR), com apresentação final do trabalho “Só o que resta”, a partir de “A Gaivota”, de Tchekov.

No tocante a exposições o público poderá ver “Allepo / Estrela Vermelha”, de Jochen Maria Bustorff (de 20 de janeiro a 31 de março).

Quanto ao cinema pela tela do CCC passarão “A Viagem”, de Mário de Oliveira, “O Sol do Futuro”, de Nanni Moretti, “A bela América”,de António Ferreira, e “Não sou nada”, de Edgar Pêra.

Para a direção do CCC a programação reflete “um conjunto diversificado de propostas, que à parte qualitativa da programação, soma uma percentagem quantitativa de entidades envolvidas nas criações, de diversas áreas artísticas”, uma aposta que “fortalece práticas e discursos que apontam para as vantagens do trabalho em rede”.

O CCC é uma das várias estruturas da RTCP – Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses, afirmando-se como um espaço de acolhimentos e circulação em rede, apoio à criação artística, assim como a processos de mediação de públicos.

Artigos Relacionados

Redes Socias

5,247FãsCurtir
2,571SeguidoresSeguir
32InscritosInscrever

Últimas Notícias