15.2 C
Caldas da Rainha
Quarta-feira, Maio 22, 2024

Bicampeão europeu Pedro Pichardo “muito grato” a Portugal no regresso a Lisboa

O português Pedro Pablo Pichardo mostrou-se “muito grato” a Portugal no regresso a Lisboa, após se ter sagrado bicampeão europeu do triplo salto em pista coberta, em Istambul, na sexta-feira.

“Nunca me arrependi de estar aqui. Estou muito feliz aqui, muito grato ao país e ao povo todo pelo carinho, as mensagens, tudo. Estou muito contente,” reconheceu o recordista nacional do triplo salto, que melhorou a sua marca precisamente nos Europeus ‘indoor’ Istambul2023, com um salto de 17,60 metros que o levou à vitória e que passou a ser o máximo registo português na disciplina.

Minutos após ter aterrado no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, Pedro Pablo Pichardo não escondeu o seu orgulho por mais um feito alcançado.

“Estou muito feliz, é uma emoção muito grande ser bicampeão europeu de pista coberta. A meta agora é descansar cinco dias e chegar ao verão e continuar a somar vitórias. Teremos o Mundial, em Budapeste, também a Liga Diamante, e estamos focados em ganhar e também em fazer bons saltos,” planeou o saltador.

Pedro Pablo Pichardo revalidou o título europeu de pista coberta – é ainda detentor do cetro europeu ao ar livre e ostenta também os títulos europeu, mundial e olímpico. No entanto, não faz qualquer destrinça particular das conquistas.

“Para mim, todas as medalhas têm um valor diferente, todas são importantes, todas têm um significado muito grande. O importante é, primeiro, ter saúde e conseguir treinar bem, o resto, que seja sempre somar vitórias e trazer medalhas e títulos para casa. Para mim, é sempre importante,” frisou o atleta, natural de Cuba e naturalizado português desde 2017.

Em função dos resultados já obtidos, Pichardo já só pensa no derradeiro objetivo futuro: o recorde mundial.

“Na minha cabeça, não me foco nisso, tento ficar com os pés assentes na terra e fazer o meu trabalho. O resto, sai nas competições. O recorde mundial, vamos tentá-lo, agora que já temos todos os títulos é só tentar esse recorde, que é a única coisa que está em falta,” estipulou.

Sorridente, Pedro Pablo Pichardo salientou o mérito do seu treinador e pai, Jorge Pichardo, que o acompanhava: “Estou muito feliz, é uma emoção muito grande ser bicampeão europeu de pista coberta. O segredo para o sucesso é muito treino, muito trabalho. Temos de perguntar ao ‘mister’ [o seu treinador e pai], ele diz que as medalhas são dele. Somos bons amigos, sou muito grato por ter um pai como ele, acho que, sem ele, não teria atingido o que atingi até hoje”.

Ao seu lado, feliz pela conquista do seu filho e pupilo, Jorge Pichardo, responsável pelo treino e gestão da carreira do recordista nacional português do triplo salto, não baixou a exigência.

“Estou orgulhoso, mas não estou contente, porque o nosso objetivo é bater todos os recordes do triplo salto. Ganhámos, mas a medalha é minha,” afirmou, entre risos, definindo o recorde mundial do triplo salto, cuja marca é de 18,29 metros e que pertence, desde 1995, ao britânico Jonathan Edwards.

Artigos Relacionados

Redes Socias

5,247FãsCurtir
2,571SeguidoresSeguir
31InscritosInscrever

Últimas Notícias